Poetizou 05 (Em Quarentena)- Um carma mofado

Compartilhe nosso conteúdo

Um carma mofado

Se pensar bem ele está certo
A culpa é toda do Universo
Se não fosse pela frieza de Marte
E aquela Lua em Capricórnio
Minha alma entende aquele coração
Eu sei que ele não me bate sem razão

Nunca aconteceu sem motivo
Ele já me disse que quer mudar
Mas não bateu com o meu signo
E eu mesma sou de brincar com isso
Quem é de Peixes não pode reclamar
Eu sinto que um dia ele vai parar

A minha cruz vem do meu carma
São farpas naturais no meu caminho
Meu destino e o meu signo e o que eu sinto
Nada que me digam pode me convencer
Meu marido fica comigo mesmo precisando me bater
Se não é coisa do Universo, de quem então poderia ser?

Tem mulher que apanha e chora e foge
Tem mulher que quer vingança e luta e bate
Tem mulher que quer pedir socorro na vizinhança
E tem mulher que não perde nunca a esperança
Sou uma dessas que acredita em redenção e transformação
E para Peixes, amanhã será um dia feliz

 

  • Autoria de Lúcio Marcos, Graduando em Direito e membro da LAAD.

 

 

  • Interpretado por Heloísa Oliveira, @heloiisaooliveira.
Facebook Comments

Deixe uma resposta